Após anos sem reajustes, governo regulamenta diárias dos servidores do executivo

O governador Mauro Carlesse (PSL), assinou na manhã desta terça-feira (14), um decreto determinando a regulamentação das diárias dos servidores da administração pública direta e indireta; a implantação do sistema de ouvidoria dos serviços públicos e a reformulação do Portal da Transparência.

A assinatura dos atos abriu oficialmente a programação da 1ª Semana da Controladoria: promovendo a governança, promovida pelo Governo do Tocantins por meio da Controladoria-Geral do Estado (CGE-TO).

O gestor da CGE-TO, Senivan Arruda, afirmou que os atos de governo vão permitir mais clareza no processo de prestação de contas.

“Com o sistema que temos atualmente, não conseguimos ter essa intermediação, mas com o novo que estamos desenvolvendo poderemos emitir relatórios de gestão e fiscalização, e disponibilizá-los diretamente no Portal da Transparência. Já temos cinco órgãos participando do piloto e, até o fim de setembro, todos os órgãos da administração, direta e indireta, estarão trabalhando diretamente com esse novo sistema”, explicou.

Na oportunidade, o governador destacou os esforços da Gestão para alcançar uma boa governança.

“Eu e o vice-governador Wanderlei tivemos um trabalho muito grande para colocar esse Estado nos trilhos e isso só foi possível por meio de uma equipe competente e séria. Sabemos que na ponta, nas secretarias, os servidores estão trabalhando para que não haja desperdício do dinheiro público, para que assim nós tenhamos capacidade de corrigir demandas esquecidas, como a correção das diárias”, ressaltou.

Regulamentação de Diárias

Durante o evento, o governador assinou o Decreto n° 6.313/21, que regulamenta o sistema de gestão da concessão de diárias e passagens e atualiza o valor das diárias de servidores, de níveis fundamental e médio, que estavam congeladas desde 2008.

Ouvidoria do Poder Executivo

Também assinado na manhã desta terça, o Decreto n° 6.312/21 visa melhorar a regulamentação da Lei Federal n° 13.460, de 26 de junho de 2017, conhecida como Código de Defesa do Usuário do Serviço Público e institui o Sistema de Ouvidoria do poder executivo estadual.

Entre as medidas estabelecidas está inclusa a avaliação dos serviços prestados pelo órgão, levando em conta os seguintes aspectos: satisfação do usuário, qualidade do atendimento, cumprimento dos compromissos e prazos, quantidade de manifestação por parte dos usuários e medidas adotadas para a melhoria da prestação de serviço.

Com esse decreto, a Política de Ouvidoria do Estado do Tocantins se fortalece para promover a participação da sociedade e o exercício do controle social.

O superintendente regional da Controladoria-Geral da União, Leandro Alves da Cruz, ressaltou que a atual governança Estadual é um modelo a ser seguido pelos municípios.

“Eu estou no Tocantins desde 2004 e sei que alguns municípios têm estruturas deficitárias, que dificultam a boa prestação de serviços, porém a boa prestação de serviço é muito mais importante do que qualquer monetização. Então eu diria para os municípios que se inspirem no Governo do Estado, que dispõe de secretaria específica para controle interno, que é bem estruturada e entende que o controle interno é uma maneira de melhorar a gestão”, finalizou.

Semana da Controladoria

1ª Semana da Controladoria: promovendo a governança ocorre até a sexta-feira (17), pelo canal do YouTube da CGE Tocantins e visa ser um espaço de discussão, troca de experiências e debates em torno das temáticas do controle interno, transparência, controle social, ouvidoria e correição.

O secretário-chefe da CGE-TO, Senivan Almeida de Arruda, destacou que o evento visa também fortalecer a governança do Estado e dos municípios.

“Foi uma determinação do governador, desde o início da atual gestão, que colocássemos a CGE como um órgão não só de controle, mas como um órgão de desenvolvimento e capacitação da gestão Estadual e municipal. E é isto que estamos fazendo, por meio das consultorias públicas, fortalecendo gestões de governança desde as autarquias até as secretarias estaduais”, frisou.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: