Carlesse determina compra de duas usinas de oxigênio para Hospital Geral de Gurupi

Com o objetivo de adquirir, instalar e garantir os serviços de manutenção preventiva e corretiva de duas usinas geradoras de oxigênio (PSA ou VPSA), o governo do Tocantins publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), dessa segunda-feira (05), um aviso de pregão eletrônico para atender as demandas do Hospital Geral de Gurupi (HGG), na região sul do estado.

O pregão eletrônico de nº 082/2021 (Processo 2021/30550/002048) é organizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e prevê a compra de oxigênio “com no mínimo 93% de pureza e com capacidade de geração de 20m³/hora cada com tolerância de até ± 5%, de oxigênio com estação para recarga de cilindros, sistema independente de geração de ar medicinal com estação para recarga de cilindros, com capacidade de geração de até 50m³/hora com tolerância de até ± 5% e central de vácuo clínico de execução mínima duplex para atender as necessidades do Hospital Geral de Gurupi – Gurupi-TO”, cita a publicação.

O aviso também especifica que estão “incluso mão-de-obra de instalação do equipamento, treinamento básico de operação e frete conforme especificações, quantidades, exigências e estimativas, conforme especificado no edital e seus anexos”.

A referida documentação está disponível no site oficial da SES: http://www.saude. to.gov.br.

O governador Mauro Carlesse (sem partido), destaca os esforços da Gestão Estadual nas ações de combate à doença, além dos investimentos na abertura de novos leitos.

“Estamos trabalhando, firmemente, para atender os pacientes acometidos pela Covid-19 em todo Estado. A população da região sul tem Gurupi como referência e não estamos medindo esforços para oferecer, em breve, mais leitos de UTI no HGG àquela comunidade”, frisa o governador.

Segundo o titular da SES, Edgar Tollini, “este é mais um importante passo para cumprirmos o que determinou o governador Mauro Carlesse, que é a transformação de 20 leitos clínicos do Hospital Geral de Gurupi, em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para pacientes acometidos pela Covid-19. A usina que buscamos adquirir atenderá a demanda agora prevista e demandas futuras que a unidade certamente terá”, destacou o gestor.

O HGG

Os primeiros 25 leitos clínicos do HGG foram entregues pelo governo em outubro de 2020. A previsão é que até o final deste mês, 20 destes leitos sejam transformados em UTIs Covid-19.

Quando estiver concluído, a unidade hospitalar contará com 200 leitos hospitalares que otimizarão os atendimentos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: