Energisa anuncia investimentos de mais de R$ 243 milhões para o Tocantins em 2021

A Energisa anunciou que realizará investimentos da ordem de R$ 243 milhões na área de concessão da empresa no Tocantins em 2021. A quantia é 31,4% superior ao valor que foi investido em 2020. Ao todo, o Grupo Energisa, maior empresa privada de capital nacional do setor elétrico brasileiro, prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões para 2021.

Novas ligações

No Tocantins, a maior parte dos recursos será direcionada à ligação de novos clientes, ampliação dos canais de atendimento e construção e manutenção de subestações e redes. Serão construídas duas novas subestações: uma industrial em Porto Nacional, no distrito de Luzimangues, e outra em Caseara, além da ampliação na capacidade instalada da subestação de Sítio Novo. Além disso, há expectativa de novas ligações para 28 mil clientes atendidos em baixa e média tensão.

Prioridade

A prioridade da empresa é oferecer um serviço cada vez melhor aos clientes, garantindo uma oferta de energia permanente e segura e levando bem-estar à população. Desta forma, a empresa se mantém como vetor essencial para o desenvolvimento econômico e social da região.

“Os investimentos reforçam o nosso compromisso com a melhoria constante da qualidade do serviço e do atendimento aos nossos clientes. Será um ano de obras importantes para o sistema elétrico do estado, principalmente para a melhoria da confiabilidade do fornecimento de energia. Além disso, os investimentos contribuem com o crescimento da região, promovendo condições para o desenvolvimento sustentável do Tocantins”, destaca o diretor-presidente da Energisa Tocantins, Alessandro Brum.

Expansão da Rede

Entre as obras realizadas em 2020, vale destacar o novo ponto de conexão com a rede básica (230kV) em Palmas, possibilitando maior robustez e confiabilidade do sistema de suprimento da região central do estado, a instalação de dois grupos geradores, em Mateiros e São Félix, para melhoria na qualidade da energia fornecida na região do Jalapão.

Araguaína e Porto Nacional (Luzimangues) também receberam novas subestações. Ainda foram implantadas novas tecnologias de proteção e recomposição do sistema, com a instalação de indicador de falta de energia, religadores e seccionalizadores automáticos, totalizando 317 novos equipamentos.

Em 2020, a Energisa Tocantins registrou a melhor performance de sua história em relação aos indicadores de qualidade do fornecimento de energia. O DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) registrado no ano foi de 18 horas – uma redução de 16,47% em comparação com 2019. Esse número indica quantas horas, em média, um consumidor fica sem energia elétrica durante o período anualizado.  O FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) refere-se a quantas vezes, em média, houve interrupção de energia. O registrado pela Energisa Tocantins foi de 7,90 vezes.

Reconhecimentos e prêmios

A Energisa Tocantins venceu as últimas duas edições do Prêmio ANEEL de Qualidade, sendo reconhecida pelos seus clientes como a melhor concessionária de energia da região Norte. O prêmio é concedido às concessionárias e permissionárias de distribuição de energia elétrica mais bem avaliadas na percepção dos consumidores residenciais, por meio da pesquisa que afere o Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (IASC).

A Energisa Tocantins também é tricampeã do Prêmio ABRADEE (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) como a melhor empresa da região Norte/Centro-Oeste com mais de 500 mil clientes.

Além disso, a Energisa Tocantins é a 52ª melhor empresa para se trabalhar no Brasil, sendo a terceira melhor da região Norte, segundo o ranking Great Place To Work.

Outros investimentos do Grupo

Em transmissão, os investimentos previstos do Grupo Energisa serão 172% maiores. Os projetos desenvolvidos no Pará e Tocantins entrarão em fase de conclusão. Além dos recursos já alocados, a Energisa somará o investimento nos ativos adquiridos no último leilão de transmissão no Amazonas, realizado em dezembro do ano passado.

“A Energisa vem se consolidando como uma empresa completa de energia. Para isso, desempenha um papel primordial na transição para a economia de baixo carbono e para uma matriz energética limpa, com forte atuação para o desenvolvimento sustentável em seis estados da Amazônia Legal onde pretende investir R$ 2,6 bilhões”, afirma o CFO do Grupo Energisa, Maurício Botelho.

Cabe destacar a ampliação dos investimentos relacionados aos serviços 4D da Energisa – descarbonizados, descentralizados, digitalizados e diversificados – através de suas divisões Alsol e Energisa Soluções, que serão 350% maior do que em 2020.  O foco crescente em serviços baseados em tecnologia, com forte componente de sustentabilidade e energia renovável é uma das apostas do Grupo para os próximos anos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: