Festa clandestina com mais de mil pessoas em Palmas é interrompida pelas forças de segurança

Uma festa clandestina com mais de mil pessoas em Palmas foi interrompida na madrugadas deste domingo (14), em ação conjunta com das forças de segurança. A fiscalização chegou até o local após receber uma denúncia anônima.

O público, maioria jovem, lotou o espaço de uma casa de eventos localizada na Arso 91 (903 Sul), desrespeitando todos os protocolos de segurança sanitária para enfrentamento da pandemia. As equipes receberam a denúncia via Sistema Integrado de Operações (Siop).

Na ocasião, os fiscais foram recebidos pelos seguranças da casa que, inicialmente, recusaram-se a apontar os organizadores. Enquanto isso, o som da festa era desligado e as pessoas começaram a deixar o local, gerando um certo tumulto, e a maioria sem utilizar máscara de proteção individual.

Três jovens se identificaram como sendo os responsáveis pela festa clandestina. De acordo com eles, o evento havia sido planejado para no máximo cinquenta pessoas, mas com o início da festa os organizadores teriam perdido o controle da entrada do público.

Foi registrado o auto de infração, por não apresentar o alvará de licença e funcionamento do estabelecimento, além da promoção de aglomeração, colocando em risco a saúde pública, descumprindo todas as regras de prevenção contra a pandemia de Covid-19.

Resultado

Durante a fiscalização, iniciada na noite de sábado (13), foram registrados 10 autos de infração e quatro notificações por diversas irregularidades diante das normativas decretadas pela gestão municipal para conter o avanço do vírus.

Os agentes de Trânsito e Transportes efetuaram a remoção para a garagem municipal de uma motocicleta de modelo biz, após consulta alertar que a placa do veículo estava adulterada. O proprietário não foi identificado.

As atividades foram comandadas pela Diretoria de Fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento e Serviços Regionais e Vigilância Sanitária (Visa), com o apoio das equipes da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Agentes de Trânsito e Transportes do Município e Polícia Militar (PM).

Sem ponto facultativo

Como parte das medidas adotadas para evitar aglomerações de pessoas e o aumento de casos da Covid-19, a Prefeitura de Palmas não decretou ponto facultativo nos dias 15 e 16, segunda e terça de carnaval, que para o serviço público municipal terão expediente normal de trabalho.

Denúncias

A população pode formalizar denúncias sobre possíveis desrespeitos às normas decretadas, e os registros podem ser feitos através da Ouvidoria do Município nos números 0800-6464-156 ou 3212-7144. Os telefones 153 (Guarda Metropolitana de Palmas) e 190 (Polícia Militar) também estão disponíveis para serem acionados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: