Foragido da Justiça acusado de degolar o próprio tio é preso no interior do Tocantins

Foi preso nesta terça-feira (14), por policiais civis da 8ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (8ª DEIC), de Gurupi, um homem de 26 anos foragido da Justiça de Goiás, com pena de 12 anos de reclusão, por ter assassinado com 43 facadas, o próprio tio, de 32 anos, na cidade de Goiânia em 2014.

A ação foi comandada pelo delegado-regional de Gurupi, Joadelson Rodrigues Albuquerque e teve início logo nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (14), quando os policiais civis se deslocaram até a zona rural de Palmeirópolis, após as investigações apontarem que o indivíduo, que é considerado de extrema periculosidade, poderia estar escondido.

Após várias horas de diligências e campanas, por volta das 17h00, os agentes do GOTE, 8ª DEIC e da 96ª DP, chegaram até uma residência, onde localizaram o homem condenado pela Justiça de Goiás, a uma pena de 12 anos de reclusão por ter assassinado com 43 facadas, o próprio tio, de 32 anos, na cidade de Goiânia, no ano de 2014.

Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil (PC-TO), o homem havia sido condenado no ano de 2018 e desde então tinha fugido de Goiânia para o Tocantins para não ser preso. Após várias horas de diligências e campanas, por volta das 17h00, os agentes do GOTE, 8ª DEIC e da 96ª DP, chegaram até uma residência onde identificaram o foragido.

O acusado foi conduzido até a sede da Delegacia, em Palmeirópolis, e após a realização dos procedimentos legais cabíveis, será encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da cidade de Goiânia, local que deverá retornar para  cumprimento da pena de reclusão a que foi condenado.

Motivação do crime

De acordo com o delegado Joadelson, ao ser preso, o homem afirmou que assassinou o próprio tio por medo de ser agredido ou mesmo morto por ele, uma vez que a vítima tinha histórico de ser agressivo e inclusive já havia cometido homicídios também. “As investigações apontaram que após desferir mais de 40 facadas no tio, fato ocorrido na casa em que ambos residiam, em Goiânia, o homem fugiu, mas retornou ao local momentos depois e degolou o próprio tio, pois temia que ele pudesse sobreviver e quisesse se vingar”, ressaltou a autoridade policial.

Operação Hórus

Desde o início do ano, a Polícia Civil do Tocantins, por meio da atuação do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), em apoio às delegacias de polícia civil do interior do Estado, está participando da operação Hórus, que ocorre nas divisas do Tocantins com os demais estados da federação.

A operação foi determinada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e tem por objetivo coibir os crimes de tráfico de drogas, roubos de cargas, tráfico de armas, e também visa localizar foragidos da Justiça pela prática de crimes violentos, sobretudo, homicídio e também fiscalizar.

Até o presente momento a atuação da PC-TO na operação Hórus, já resultou nas prisões de dezenas de foragidos da Justiça por crimes diversos e na apreensão de dezenas de kg de substâncias entorpecentes e ainda na recuperação de veículos furtados ou roubados em todas as regiões do estado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: