Justiça Eleitoral proíbe divulgação de parte da pesquisa de Vanda Monteiro

A Justiça Eleitoral atendeu o pedido da Coligação Palmas Só Melhora!, da Prefeita e candidata à reeleição, Cinthia Ribeiro (PSDB), e proibiu a divulgação de itens da pesquisa eleitoral n° TO-06309/2020, contratada pela candidata Vanda Monteiro. O juiz eleitoral Lauro Augusto Moreira Maia destaca que a pesquisa tem o potencial para “incutir na cabeça do eleitor uma realidade desvirtuada”.

A Coligação Palmas Só Melhora! apontou que a pesquisa fez uma direcionamento em favor da candidata Vanda. A empresa Goiás Pesquisas LTDA/Goiás Pesquisas colocou o nome de Vanda em todas as perguntas possíveis, em todos os cenários possíveis quando existem apenas dois candidatos. Em questões que existem apenas dois candidatos, alguns não aparecem. Demonstrando a intenção tendenciosa, onde as pesquisas cenário trazem sempre a candidata Vanda.

Além de proibir a divulgação das questões 4 a 9 da pesquisa, o juiz eleitoral em Palmas, da 29ª Zona Eleitoral, determinou multa de R$ 53.205,00, em caso de descumprimento pela empresa de pesquisa e pela candidata Vanda Monteiro.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: