Pais de alunos fazem abaixo-assinado e pedem retorno das aulas presenciais na rede particular em Palmas

Um grupo de pais de alunos que estudam em escolas da rede particular em Palmas realizou um abaixo-assinado e foi até o Ministério Público do Tocantins (MPTO) requerer que o órgão intermediei as negociações junto ao município para o retorno das aulas presenciais na capital.

Uma audiência entre os representantes do grupo de pais e membros do MPTO foi realizada nesta segunda-feira (07) para tratar do assunto. Na ocasião, o grupo apresentou um abaixo-assinado contendo a assinatura de cerca de 900 pais de famílias, endereçado à administração municipal, com solicitação para que as aulas sejam retomadas.

O MPTO, por meio da Promotoria Regional de Defesa da Educação e do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância, Juventude e Educação (Caopije), expediu, ainda no mês de outubro, uma recomendação que orienta a municipalidade a autorizar o funcionamento das escolas da educação básica da rede privada de ensino em sistema híbrido, ou seja, com atividades escolares presenciais e virtuais para alunos, servidores e alunos com familiares pertencentes ao grupo de risco.

Ensino Híbrido

Para o Ministério Público, a retomada das atividades escolares pode ocorrer em sistema híbrido, desde que haja condições sanitárias favoráveis, como garantia da sanitização dos ambientes escolares, redução da taxa de ocupação hospitalar e queda da curva de contágio do coronavírus.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: