Parlamentares defendem a compra direta de vacina e medidas para amenizar a segunda onda da covid-19

Em sessão na Assembleia Legislativa (AL) nesta última quarta-feira (24), a discussão teve como foco a vacinação contra a covid-19. Parlamentares defendem a necessidade de aquisição de novas vacinas para imunizar a população e medidas para amenizar a segunda onda da doença.

Dentre os assuntos discutidos pelos parlamentares estão, o fechamento das escolas, a ampliação de leitos de UTI, o pedido de suporte aos municípios para organizar a vacinação e a criação de um fundo para compra direta da vacina.

A discussão sobre a aquisição da vacina ganhou força após o Supremo Tribunal Federal (STF) permitir que Estados e municípios adquiram os imunizantes caso as doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde não sejam suficientes.

Para o deputado Ricardo Ayres (PSB), falta estrutura aos municípios para fazer a vacinação de forma adequada, e as vacinas são insuficientes para imunizar os grupos prioritários.

O parlamentar destacou ainda a necessidade de criação de um fundo para aquisição das vacinas contra covid-19, e a associação a outros Estados e municípios que estão fazendo a compra direta.

“Precisamos tirar o Tocantins da situação em que está, principalmente as cidades que sofrem com a falta de leitos para atender toda a população”, argumentou Ayres.

Em defesa da compra direta, o deputado Elenil da Penha (MDB) também pediu que a vacina seja colocada no mercado para ser comercializada, e que as condições para a aquisição do imunizante pelos municípios sejam facilitadas.

Além de questionar a demora na vacinação e a falta de imunizantes, o deputado Zé Roberto Lula (PT) solicitou ao Governo a revogação do decreto para retorno das aulas presenciais nas escolas até que a população seja vacinada.

O presidente da Aleto, Antonio Andrade (PTB), ressaltou que, neste momento, é preciso apoiar o Governo nas ações que já estão sendo realizadas. Dentre elas a ampliação de leitos de UTI nas maiores cidades do Tocantins para atender pacientes de covid-19, bem como ajudar os municípios na tarefa de vacinar a população de forma adequada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: