Profissionais da saúde e indígena são os primeiros a receber as doses da CoronaVac no Tocantins

A primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Tocantins foi a enfermeira Edleuza Ferreira dos Santos de 52 anos. A profissional, que atua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Gurupi, faz parte do quadro da Saúde do estado desde 1994 e pertence ao grupo prioritário de vacinação.

A servidora, afirmou que o sentimento é de gratidão. Ela foi diagnosticada com a Covid-19 em julho e venceu a doença. Mesmo após a imunização, ela lembrou que os cuidados para conter a pandemia devem continuar sendo adotados pela população.

“Eu já fui acometida da doença em julho e graças a Deus fui curada. O sentimento agora é só de gratidão por isso, por esse momento que estamos vivendo. Não podemos desistir jamais, temos que continuar nos cuidando e cuidando das pessoas que precisam da gente”, comentou ao G1 Tocantins.

Outras duas pessoas também receberam a primeira dose da vacina.

A técnica de enfermagem Jocília Tito Barbosa, 50 anos, foi a segunda pessoa a ser vacinada – Foto: Divulgação Governo do Tocantins

A técnica de enfermagem Jocília Tito Barbosa, 50 anos, foi a segunda pessoa a ser vacinada. Ela mora em Palmas e trabalha no Hospital Geral de Palmas (HGP) há nove anos.

O indígena José Rolando, de 30 anos, da etnia Xerente foi o terceiro vacinado – Foto: Divulgação Governo do Tocantins

O indígena José Rolando, de 30 anos, da etnia Xerente foi o terceiro vacinado. Ele é casado, tem dois filhos e vive na aldeia Funil, em Tocantínia.

O secretário da Secretária de Estado de Saúde, Edgar Tollini, reforçou o comprometimento do governo do Tocantins com a vacinação. O governo deve anunciar ainda esta semana todos os detalhes do plano de imunização da população que começará com os grupos prioritários.

“Vamos cumprir rigorosamente o plano. O objetivo é vacinar toda população ainda neste semestre”, disse.

As primeiras doses da CoronaVac, imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegaram ao Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas, por volta das 18h desta segunda-feira (18).

De lá o carregamento com cerca de 44 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) seguiu direto paro o Laboratório Central do Estado (Lacen) onde as vacinas foram ministradas. As doses serão distribuídas entre os 139 municípios tocantinenses.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: