Sem atividades presenciais, vereador Pedro Cardoso continua com atendimentos internos e virtuais

Mesmo após a suspensão das atividades presenciais na Câmara de Vereadores e do atendimento presencial nos gabinetes, devido ao aumento do número de casos de covid-19 na capital, o vereador Pedro Cardoso (DEM), continua com suas atividades parlamentares por meio das sessões virtuais, reuniões internas e atendimentos online.

Apesar de as sessões legislativas não estarem sendo realizadas, os vereadores têm se reunido para discutir as ações da Casa, sobretudo no que diz respeito ao enfrentamento à pandemia e a fiscalização das medidas adotadas pelo Poder Executivo para conter o avanço da doença.

“Independentemente dessa suspensão das atividades por 15 dias, nós continuamos com a execução das ações internas como análise e aprovação de requerimentos, bem como dando andamento os requerimentos que já foram votados. Também estamos elaborando novos projetos de lei que possam atender as demandas da população especialmente durante esse período da pandemia. Nossa intenção é colocar essas ações em prática assim que os trabalhos do Legislativo forem retomados”, explicou o parlamentar.

Com 35 requerimentos apresentados e dois Projetos de Lei em tramitação na Casa, o vereador garante que está cobrando do Executivo a celeridade na implementação das ações.

“Seguimos com as cobranças ao Executivo. Quando observamos alguma situação que não esteja de acordo com a legislação ou que afeta de forma negativa a população, tentamos intermediar para que seja resolvido o mais rápido possível”, afirmou.

Durante a campanha o vereador se colocou à disposição para atender a população e desde que foi eleito, os atendimentos em seu gabinete acontecem diariamente. Com a suspensão desses atendimentos presenciais, o parlamentar utiliza a Internet por meio de reuniões e chats online.

“Mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais, continuamos com zelo em atender a toda a população, seja por vídeo chamada, por reuniões virtuais ou por meio de ligações e mensagens de WhatsApp. O que não podemos é deixar de atender a nossa população”, lembrou.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: