1ª morte por covid-19 é confirmada dentro do Sistema Prisional do Tocantins; detento estava preso em Gurupi

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (seciju), confirmou na tarde dessa segunda-feira (22), a primeira morte em decorrência de complicaçãos da covid-19 entre os detentos que estão presos nas unidades penais do Tocantins. O detento de 51 anos estava custodiado na Unidade Penal de Gurupi.

O homem estava preso provisoriamente desde o dia 02 de março em uma das celas de triagem da unidade e não chegou a ser encaminhado para o pavilhão onde ficam os demais apenados.

Segundo a pasta, o detento apresentou os sintomas no ultimo dia 15 e foi examinado pela médica da Unidade Penal de Gurupi e encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde testou negativo para covid.

Porém, devido à baixa saturação ele ficou internado e aguardando a contraprova do teste de coronavírus que apresentou resultado positivo.

No dia 19, ele teve uma piora no quadro de saúde e foi encaminhado para Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) onde veio a óbito nesta segunda-feira (22).

“Desde o início da pandemia instauramos as mais diversas medidas e protocolos para evitar a contaminação de pessoas privadas de liberdade pelo novo coronavírus, por mais de um ano conseguimos preservar a saúde e a vida da população prisional. Infelizmente, hoje, tivemos a triste notícia que um preso provisório faleceu em decorrência da Covid-19 no Hospital Regional de Gurupi. Prestamos nossas condolências à família e ressaltamos que continuaremos cumprindo todos os procedimentos para evitar que outras pessoas custodiadas em unidades penais do Estado adoeçam”, lamentou o secretário da Cidadania e Justiça, Heber Fidelis.

O superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Seciju, Orleanes de Sousa, enfatiza que permanecerá com a “Operação Lockdown” que seleciona unidades prisionais específicas para receber novos presos durante o período de Pandemia e continuará executando todas as medidas adotadas pela Seciju para evitar a disseminação do coronavírus entre servidores e pessoas privadas de liberdade e assim não ter mais perdas.

Medidas de prevenção à Covid-19

Entre as medidas de prevenção à Covid-19 está o Plano de Ação com protocolos de limpeza, sanitização e desinfecção do ambiente carcerário; uso obrigatório de máscara pelos custodiados e servidores dentro das unidades; triagem em servidores, prestadores de serviços e representantes do Judiciário que precisem adentrar nas unidades penais, quando autorizados; distribuição periódica e obrigação do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e entrega de uniformes e kits de proteção individual para servidores e custodiados; suspensão das visitas presenciais, ocorrendo por meio de televisitas ou videochamadas; suspensão das atividades escolares, de assistência religiosa e de organizações da sociedade civil; suspensão das transferências estaduais e interestaduais dos custodiados; destinação de celas de triagem para os novos presos com a deflagração da II Temporada da Operação Lockdown.

Além do Plano de Ação, há também o Plano de Contenção com ações que contemplam todos os setores da Secretaria e com os seguintes eixos: Logística de Materiais, Atenção à Saúde, Administração Operacionais, Campanha Educativa, Capacitação de Servidores, Jurídico, Recursos Humanos, Operação Lockdown, Dados Estatísticos, Representação de Categorias, Cepema e Sistema de Justiça.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: