Araguaína registra cerca de 70 autuações em única noite de operação policial

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) de Araguaína deflagrou no último fim de semana mais uma etapa da operação de combate a crimes de perturbação do sossego e da ordem pública. Na ação, foram apreendidas uma aparelhagem de som automotivo e dezenas de pessoas conduzidas à Central de Atendimento da Polícia Civil, por suspeitas de promover aglomerações em um balneário da cidade.

Coordenados pelo delegado-chefe da unidade especializada, Fernando Rizério Jayme com o apoio do delegado plantonista Luís Gonzaga da Silva Neto, por volta das 3h do domingo (15) os policiais civis realizaram levantamento de festas irregulares e perturbação da paz e sossego público na região das chácaras da localidade denominada  de Jacuba. Na chácara São José, que fica nas imediações ocorria um evento com utilização de aparelhagem sonora automotiva e aglomeração com grande quantidade de pessoas.

No local, cerca de 40 pessoas, que se aglomeravam e sem utilização de máscaras e distanciamento social, foram identificados e autuados pelo crime previsto no Art. 268, do Código Penal, que proíbe a exposição a terceiros ao contágio de doença transmissível de Covid-19. Sete pessoas e um veículo de som automotivo foram conduzidos até a unidade da Polícia, onde foram autuados criminalmente e o veículo com aparelhagem sonora encaminhado ao pátio municipal.

A investigação apontou que outro veículo, mais potente, tocava na festa em uma carretinha e com utilização de DJ, mas que fugiu antes da chegada da polícia. Porém, ele foi identificado, bem como o veículo e a carretinha que transportava o som, se tratando de um engenheiro da cidade, proprietário de uma construtora de Araguaína.

No decorrer dos trabalhos, os policiais civis efetuaram outras apreensões de veículos de som automotivo e dezenas de festas e aglomerações foram interrompidas, as quais também causavam perturbação à população, com autuações por crime de descumprimento de medida sanitária.

Segundo o delegado-chefe da 3ª DEIMPO, Fernando Rizério Jayme: “Essa noite de operações resultou em aproximadamente 70 pessoas autuadas, processados criminalmente por estarem se aglomerando em festas irregulares. Estamos promovendo acompanhamentos nas festas nas chácaras da região dos povoados Jacuba, Jacubinha e região e todos os envolvidos serão processados, até os proprietários dos locais, disse.

“O objetivo é apreender os veículos e a aparelhagem sonora que têm sido usadas constantemente nessas chácaras, perturbando a paz e sossego da população, pois são ouvidos por uma grande região da cidade, por vários bairros, até amanhecer o dia. Operações naquela região agora serão constantes com o objetivo de prisões em flagrante”, afirmou o delegado.

Denúncias podem ser realizadas através dos telefones 190, 197, na DEMUPE, por meio de mensagem para o número (63) 9949-5394 e 99972-6133 ou confeccionado Boletim de Ocorrência na delegacia virtual, sendo que serão investigados e os responsáveis autuados criminalmente.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: