Denarc prende três suspeitos de tráfico e apreende mais de R$ 100 mil em entorpecentes na capital

Três homens foram presos em flagrante pela Polícia Civil suspeitos de tráfico de drogas na região sul de Palmas. Com eles, os policiais da 1ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (1ª DENARC) apreenderam cerca de nove quilos de entorpecentes avaliados em mais de R$ 100 mil.

A prisão aconteceu na noite da última quarta-feira (02), quando os agentes da DENARC deflagraram a operação contra o grupo criminoso que utilizava duas residências para armazenar e distribuir os entorpecentes em todas as regiões da cidade, uma no Setor Aeroporto e outra na Quadra 1103 sul.

As investigações que duraram cerca de três meses apontaram que que os suspeitos seguiam ordens de presos que estavam na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).

De acordo com o delegado Amaury Santos Marinho Júnior, durante monitoramento de um dos suspeitos considerado líder do grupo, os agentes estavam nas proximidades do Jardim Aeroporto, quando perceberam a chegada do veículo que era constantemente utilizado para transportar drogas entre os dois endereços.

Os agentes então realizaram a abordagem dos três homens, em frente à casa e durante a ação, o líder do grupo tentou fugir e dispensou uma porção de maconha que carregava, mas foi alcançado e devidamente contido pelos policiais.

No interior da casa, os policiais civis localizaram e apreenderam vários tabletes de maconha, totalizando quatro quilos da variedade normal e mais quatro quilos de Skunk, variante mais forte da droga. Em continuidade as buscas, também foram localizados e apreendidos 500 gramas de cocaína, 600 gramas de crack, balança de precisão, além de outros insumos utilizados para fracionar e embalar o entorpecente.

Os três homens, com idades de 22, 24 e 25 anos, foram conduzidos à sede da DENARC e autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após a realização das providências legais cabíveis, os indivíduos foram recolhidos a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: