Naturatins fiscaliza campos de capim-dourado para evitar colheita clandestina

Equipes de fiscalização do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) estiveram na Área de Proteção Ambiental (APA) do Jalapão na região do povoado Mumbuca, para monitorar os campos de capim-dourado (Syngonanthus nitens), que estão quase prontos para a colheita, com início previsto para o próximo dia 20 de setembro e seguirá até 30 de novembro.

Cândido José dos Santos Neto, gerente de Fiscalização Ambiental do órgão, comanda as equipes, e afirma que a ação em curso atende a uma solicitação feita pela Associação Comercial Industrial, Turismo, Serviço e Agronegócio da Região do Jalapão (Acirja), visando evitar colheita precoce do capim-dourado, antes das hastes estarem completamente maduras.

Além do gerente, seis fiscais e um guarda-parque participaram da operação, que começou semana passada e se estende até a data prevista para o começo da colheita, que só pode ser feita por extrativistas devidamente licenciados pelo Naturatins.

O controle da colheita do capim-dourado feito pelo órgão ambiental do Estado é amparado por legislação própria, que tem como objetivo garantir o manejo sustentável da matéria-prima de artesanatos, que são fonte de renda das comunidades da região.

O monitoramento por parte das equipes de fiscalização do Naturatins também ajudam a prevenir possíveis incêndios na área onde o capim-dourado floresce.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: