Padrasto é preso pela Policia Civil suspeito de abusar da própria enteada durante seis anos

Um homem, de 27 anos, foi preso pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (17), na zona rural do município de Lajeado, suspeito de estuprar a própria enteada. Segundo a polícia, os abusos aconteciam por cerca de seis anos.

As investigações foram iniciadas no mês de novembro do ano passado, quando a avó materna da vítima, agora com 13 anos, procurou a Polícia Civil para noticiar suspeitas de que a neta estaria sendo vítima de abuso sexual.

Por meio do relato da vítima e exames realizados, a polícia confirmou que o crime aconteceu repetidas vezes ao longo dos últimos seis anos. A vítima era submetida, sob constantes ameaças, à práticas de atos libidinosos diversos e conjunção carnal.

A ação foi coordenada pelo delegado da 69ª Delegacia de Polícia de Tocantínia, Lucas Brito Santana, e a prisão foi realizada quando o homem foi localizado e capturado em uma estrada vicinal que dá acesso a fazenda em que reside, na zona rural de Lajeado.

Logo após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o suposto autor foi recolhido à Cadeia Pública de Miracema do Tocantins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: