PF cumpre 4 mandados de prisão contra suspeitos de ataques ao assentamento Maria Bonita

Polícia Federal deflagrou a Operação Terra Arrasada nesta quarta-feira (11), contra o grupo que atacou os moradores do assentamento Maria Bonita, na região do município de Palmeirante, na última semana.

As investigações tiveram início após divulgação pela imprensa do ataque ocorrido no último dia 06 de agosto aos assentados do acampamento ‘Maria Bonita’ que teriam sido vítimas de diversos crimes como sequestro, roubo, ameça entre outros. Além disso, um morador foi morto a tiros, outro baleado e vários barracos queimados.

O objetivo das medidas é colher elementos e provas que identifiquem os responsáveis envolvidos no atentado ao assentamento e impedir que outras ações criminosas ocorram em razão dos conflitos agrários na região.

Cerca de 50 policiais federais cumprem 4 mandados de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão nos estados do Tocantins, Goiás e DF, expedidos pela Justiça Federal do Estado do Tocantins.

Os investigados poderão responder pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio, sequestro, incêndio, invasão de terra da União, esbulho possessório, roubo, invasão de domicílio, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa, cujas penas máximas somam mais de 85 anos de reclusão.

O nome da Operação Terra Arrasada, é uma estratégia de guerra em que os combatentes queimam ou destroem suas próprias terras no intuito de que inimigos não possam utilizar de suas benfeitorias.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: