Relatório da SES atesta funcionalidade do tratamento contra dependência química em clínica da capital

Uma das principais clínicas de tratamento contra dependência química na capital, passou por vistoria da Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (04).

Por meio da Gerência da Rede de Atenção Psicossocial (Graps), a SES emitiu um relatório técnico atestando a capacidade funcional do tratamento ofertado na Clínica de Tratamento Luz.

Segundo o relatório, a Clínica cumpre os parâmetros de atendimento humanizado e integral exigidos pela Política Nacional de Saúde Mental, e por isso, encontra-se apta a continuar recebendo pacientes com dependência química e/ou transtorno mental do Tocantins e de outros estados.

A visita que originou o relatório da SES buscou inspecionar as instalações da Clínica, bem como o atendimento em saúde do local. A inspeção foi realizada pela gerente da Rede de Atenção Psicossocial Maria de Fátima Silva Vieira, pelo psiquiatra da Graps e do corpo clínico do Hospital Geral de Palmas, Lincoln José Cueto de Almeida, pelo psiquiatra Rafael Mota Balduíno dos Santos, também da Graps, e ainda, pela enfermeira especialista em saúde mental Selma Neres dos Santos.

Atuação e funcionamento regular

A Clínica Luz atua na internação de dependentes químicos e/ou pessoas que convivem com transtornos mentais decorrentes de dependência de crack, álcool ou outras drogas. Segundo a equipe informou no relatório técnico, ficou atestado que local é acolhedor, repleto de natureza ao seu redor, com asseio e cuidados. As dependências, compostas por dormitórios, banheiros, cozinha e refeitório, áreas de lazer e convivência, lavanderia, área de laborterapia e lazer (horta, pomar e piscina) apresentam condições de higiene, organização, convivência e segurança, de acordo com as normas da Política Nacional de Saúde Mental. Ademais, os móveis estão adequados para o espaço e o estoque de alimentos é satisfatório.

Ampliação

Pensando em trazer esse atendimento para mais pessoas, segundo José Américo Júnior, diretor administrativo da unidade, a Clínica de Tratamento Luz será ampliada nos próximos anos. Além disso, futuramente outras cidades do Tocantins devem receber o espaço de recuperação de dependentes químicos. “Buscaremos também melhorar a tecnologia, ampliar equipes e também ampliar leitos”, disse o gestor.

O diretor reforça que a internação no espaço ocorre de três formas: internação involuntária, compulsória e voluntária. As alternativas terapêuticas são definidas a partir da avaliação de cada caso e visam oferecer uma melhor qualidade de vida aos pacientes atendidos.

Para mais informações, interessados devem entrar em contato com o espaço por meio dos telefones (63) 9 9111-1444 ou (63) 9 8150-4161. Ou ainda pelo e-mail clinicadetratamentoluz@gmail.com. ou https://clinicarecuperacaopalmas.com.br/

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: