Segunda captação múltipla de órgãos é realizada no HGP em menos de uma semana

Em pouco mais de 48 horas, a Central Estadual de Transplante do Tocantins (CETTO), juntamente com o Hospital Geral de Palmas – por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) – realizou na madrugada desta sexta- feira (13), mais uma captação múltipla de órgãos, a nona realizada do Estado.

A ação foi possível graças a autorização de familiares de uma paciente de 38 anos, que estava internada e, após complicação do quadro, com parada cardíaca, evoluiu para morte encefálica. A captação contou com a equipe do Rio de Janeiro, com o apoio da Força Aérea Brasileira.

Ao todo, cinco pacientes que esperam por transplante serão beneficiados com as doações de fígado, rins e córneas,  e beneficiarão pacientes do Rio de Janeiro, Tocantins, Goiás  e Mato Grosso.

“Esta é nona captação de órgãos de 2020. Sentimento de gratidão da equipe, às famílias que foram favoráveis a doação. Muitas pessoas aguardam um telefonema para receberem a notícia que realizarão o transplante e terem sua saúde restaurada. A doação é um ato de solidariedade e amor ao próximo”, ressaltou a coordenadora da Central Estadual de Transplante do Tocantins, Suziane Crateús.

O enfermeiro da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), do Hospital Geral de Palmas (HGP), Vinicius Gonçalves Boaventura pontuou que “diante do cenário, conseguimos duas captação em um pouco espaço de tempo, é muito gratificante para nós da equipe que nos dedicamos incansavelmente a esta missão. Com autorização da família, foi possível salvar diversas vidas”.

Segundo o Diretor Geral do HGP, Leonardo Toledo, “A nossa unidade hospitalar poder contribuir com este processo de captação múltipla de órgãos e, ajudar pessoas do Brasil, é gratificante”, salientou.

Processo de doação

O processo funciona da seguinte forma: uma vez constatado que o paciente evoluiu para o quadro clínico de morte cefálica, a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes do HGP, entra em contato com a família para verificar se há o consentimento de doação dos órgãos. Se a família for favorável a doação, é realizado o processo de validação do doador, com realização de exames específicos.

Com o paciente validado, a CETTO comunica à Central Nacional de Transplantes, que verifica se há pacientes compatíveis aos órgãos doados e providencia a logística da equipe para a retirada dos órgãos e realização de transplante no receptor.

Nos hospitais privados de Palmas e Hospitais de Araguaína e Gurupi a validação do doador é realizada pela Central Estadual de Transplante do Tocantins – CETTO.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: