Araguaína tem o gás mais caro do Tocantins; botijão chega a custar R$ 110, segundo Procon

O Procon, Órgão de Proteção e Direito do Consumidor, realizou entre os dias 02 e 04 deste mês uma pesquisa em diversas regiões do Tocantins para saber o valor cobrado pelo gás de cozinha. Ao todo foram pesquisadas 115 distribuidoras e os valores são referentes a compras à vista para o botijão de 13 kg do produto, usado em fogões convencionais.

O levantamento foi feito em 10 cidades do Tocantins e apontou que Araguaína apresenta o maior valor praticado, o preço do botijão pode chegar a R$ 110 no município.

Além do município, Araguatins, Colinas, Dianópolis, Palmas, Gurupi, Guaraí, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Tocantinópolis, também entram na pesquisa.

O gerente de fiscalização do Procon, Magno Silva, destaca que saber as variações dos preços é importante para que o consumidor tenha uma estimativa de valores na hora de ir às compras.

Veja a comparação dos preços entre os municípios

Palmas

Ao todo 33 estabelecimentos foram pesquisados, em algumas distribuidoras o valor pode chegar a R$ 100. O menor preço encontrado na capital foi de R$ 85, o que resulta em uma variação de 17, 65%, equivalente a R$ 15. A pesquisa foi realizada em todas as regiões do município e no distrito de Taquaruçu.

Araguaína

Em Araguaína o gás de cozinha chega a custar R$ 110, o maior valor praticado entre as cidades pesquisadas. O menor preço encontrado no município foi R$90, foram pesquisadas 25 distribuidoras, e a variação chegou a 22,22%.

Araguatins

Em Araguatins, região do Bico do Papagaio, o gás de cozinha foi encontrado entre R$95 e R$100 seis estabelecimentos foram pesquisados.  A variação entre os valores chegou a 5,26%.

Guaraí

Já no município de Guaraí, o Procon Tocantins pesquisou oito distribuidoras do produto. A variação encontrada foi de 10,53%. O maior preço praticado na cidade é  R$105 e o menor, R$95.

 Gurupi

Em Gurupi a pesquisa foi feita em 22 estabelecimentos, onde variação foi de 6%. No município o produto pode ser encontrado por R$85 que corresponde ao menor valor, enquanto o mais caro custa R$90.

Paraíso do Tocantins

Em Paraíso do Tocantins 17 distribuidoras foram analisadas, a pesquisa revelou variação de 8,24% o menor valor encontrado pelos agentes foi R$85, e o maior valor foi de R$92.

Porto Nacional

Nove estabelecimentos foram pesquisados em Porto. O maior valor identificado foi R$100 e o menor, R$95, sendo que o botijão mais barato é vendido em apenas uma distribuidora. A diferença entre os valores foi de 5,26%.

Colinas do Tocantins

Em Colinas do Tocantins o botijão de gás mais barato é vendido por R$85,00 e o mais caro, R$95, apresentando uma variação de 11,76% nos valores, foram pesquisadas 11 distribuidoras no total.

Dianópolis

Nas distribuidoras de Dianópolis a pesquisa de preço revelou uma variação de 3,16%. Em oito estabelecimentos o botijão foi encontrado por R$95 chegando até R$98.

Tocantinópolis

O Procon afirmou que em Tocantinópolis há um preço fixo. O valor encontrado foi de R$100. Em todos os nove estabelecimentos pesquisados.

O órgão afirma que em caso de denúncias, o consumidor deve entrar em contato por meio do disque 151 ou pelo ‘Whats Denúncia’. O telefone é (63) 99216-6840. Para formalizar uma denúncia é preciso checar as informações e apresentar comprovantes e fotos que comprovem irregularidades.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: