Prefeitura fecha acesso à Graciosa e intensifica fiscalização para evitar aglomerações e festas clandestinas na capital

Depois de muita polêmica em torno do avanço dos novos casos de covid-19 e a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI´s), dedicados aos pacientes contaminados pelo novo conoravírus na capital, a prefeitura de Palmas anunciou que intensificará a fiscalização durante o final de semana tanto na zona urbana, quanto na rural do município, com o objetivo de coibir a realização de festas clandestinas, aglomerações ou qualquer ato que esteja em desacordo com decretos municipais, que visam o combate à doença.

Uma das ações executadas pelo município foi o fechamento dos acessos à Praia da Graciosa, desde às 15h deste sábado (20). A gestão informou que a ação se repetirá no domingo (21). A liberação é feita apenas para moradores da localidade.

Além da fiscalização, a equipe fará a orientação a população quanto as medidas necessárias de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus. Os fiscais percorrerão praias, áreas comerciais, píeres, além de averiguar a veracidade de denúncias feitas por meio da Ouvidoria do Município nos números 0800-6464-156 ou 3212-7144, via 153 (Guarda Metropolitana de Palmas) e 190 (Polícia Militar).

Os trabalhos são coordenados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais, por meio dos fiscais de Obras e Posturas da Diretoria de Fiscalização, e da Secretaria da Saúde, por meio da Vigilância Sanitária (Visa), e conta com o apoio das equipes da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Agentes de Trânsito e Transportes do Município e Polícia Militar (PM).

Novo decreto

A partir de segunda-feira, 22, entrará em vigor o Decreto Nº 1.996, de 19 de fevereiro de 2021, que traz novas medidas para conter o avanço da Covid-19, em Palmas. Uma delas é o estabelecimento do horário de funcionamento das atividades no Município, das 6 às 20 horas, durante 15 dias.

O horário de funcionamento se aplica não só ao comércio, mas a instituições religiosas, de ensino, parques, praças e áreas públicas. Ficam de fora dos novos horários os postos de combustíveis, farmácias, serviços hospitalares e serviços de hotelaria, além dos estabelecimentos regidos por normas de competência federal. Os serviços de delivery poderão funcionar até a meia noite, vedadas retiradas no local.

Saiba mais sobre o novo decreto clicando aqui.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: