Projeto “Foco no Fogo” orienta moradores rurais sobre prevenção e combate às queimadas

Cerca de 14 municípios já foram visitados pelas equipes do projeto Foco no Fogo que começaram a percorrer o interior do Tocantins, levando orientação e educação ambiental sobre prevenção e combate às queimadas. Até o momento, foram mais de 2400 propriedades atendidas, uma média de 7300 pessoas conscientizadas sobre os prejuízos que os incêndios podem causar.

De acordo com a secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Miyuki Hyashida, “já são quatro semanas que o projeto Foco no Fogo está levando informações para as pessoas que moram em lugares distantes do perímetro urbano das cidades, e o objetivo é exatamente atingir esse público com as informações sobre a necessidade de se manterem alertas aos incêndios florestais, principalmente nesse período mais seco, típico dessa época do ano no Tocantins”.

Segundo Karyne Sotero, da Diretoria de Desenvolvimento Sustentável (DDS) da Semarh, que coordena a parte logística das visitas, a participação e o comprometimento dos prefeitos é fundamental. “Os gestores municipais se mostram receptivos e interessados em dar todo o suporte ao projeto, por vezes, indo in loco nas visitas, além de disponibilizarem os guias que auxiliam nas rotas, e isso tem facilitado a rápida localização das propriedades”.

O prefeito de Lago da Confusão, um dos municípios que mais apresentaram altos índices de queimadas em 2020 afirmou que “receber o projeto Foco no Fogo com o trabalho de conscientização da população a fim de evitar que as pessoas promovam queimadas é muito importante, e a expectativa é que a população entenda e colabore com a causa, afinal, é sabido de todos que os incêndios são prejudiciais tanto para a saúde quanto para o meio ambiente”, disse o prefeito, Thiago Soares.

O projeto, que tem como finalidade promover a educação ambiental por meio de orientação e sensibilização vai identificar e propor alternativas de práticas sustentáveis, como o Manejo Integrado do Fogo (MIF), e informar sobre como proceder nos casos de incêndios. Os proprietários rurais também recebem esclarecimentos sobre a importância de contar com o suporte de equipes preparadas na realização da queima controlada preventiva, para evitar incêndios florestais de grandes proporções e a necessidade de respeitar o período de suspensão.

“Nós vivemos aqui bem distantes da cidade, e não contamos com muitos recursos, principalmente se o fogo entrar na nossa propriedade, por conta disso, a gente toma muito cuidado e sempre conversamos com as pessoas que vivem aqui perto para seguirem as orientações de não queimar na época determinada pelas autoridades”, afirma o morador da zona rural do município Formoso do Araguaia, senhor Mariano Rodrigues.

Além das orientações, estão sendo entregues cestas básicas e kits de prevenção contra o Coronavírus (Covid-19), para as famílias carentes da zona rural através da parceria entre o Projeto Foco no Fogo, Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), e Secretaria de Saúde do Tocantins (Sesau). Também participaram das ações realizadas, os representantes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Defesa Civil Estadual, Exército Brasileiro, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Prefeituras locais, Energisa e Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

As ações do Projeto seguem obedecendo todos os protocolos de segurança e prevenção contra o Coronavírus, realizando visitas às propriedades rurais até o mês de agosto.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: